Que surtar que nada!

Uma das coisas que mais ouço quando alguém fica sabendo que eu tenho diabetes é: “se fosse comigo, eu surtaria”.

Eu digo: num primeiro momento, eu surtei.

Eu chorei, fiquei com muita raiva, achando super injusto.


Pensava: poxa, mas eu nunca fui de comer besteira, nem gosto muito de doce. Por que comigo?

Pensei em não seguir nada, não fazer nada, achava que era uma brincadeira.


Mas isso durou apenas uma semana. Aí você me pergunta: como?

Li na internet as consequências de não cuidar da diabetes.

Cegueira, amputações, problemas cardíacos.


Pensei comigo, melhor ser só diabética do que ser uma diabética cega, ou uma diabética deficiente física, ou sabe-se lá mais o quê.

Melhor cuidar enquanto não me aconteceu nada ruim.

E foi assim que eu decidi ter apenas diabetes e cuidar muito bem dela.


Sou diabética sim, e ponto!

Unknown

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

Um comentário:

  1. Luana, diante da situação que eu me encontrava na época em que fiquei doente...pra mim a diabetes foi até um começo pra eu encontrar um novo caminho pra minha vida...Surtei foi antes quando não tinha nada e achava que podia tudo...

    ResponderExcluir