Mudanças de hábitos de quem?

Ok, o blog não é só notícias. Nem é essa a finalidade, mas informar é sempre bom.

Mas vamos ao que interessa: os questionamentos da vida.

Tá, foi super profundo e essa também não é a finalidade.


Pergunta do dia: quem é que tem que mudar de hábitos?

Quando soube da Diabetes e fui pesquisar na internet, o que mais vi foi a expressão: mudar de hábitos.

O melhor tratamento da diabetes une medicamento e mudança de hábitos.

Hábitos, hábitos e mais hábitos.

Precisamos comer melhor, nos exercitar, nos controlar, nos habituar.


Mas não é tão simples.

Mudar exige não só de nós mesmos, mas dos que estão ao nosso redor.

Querem um problema? Mudar de hábitos alimentares quando não se mora sozinho e quando não é você quem cozinha.

Minhas refeições em casa são café da manhã e jantar, basicamente. Pois nos fins de semana são todas as refeições.

Mas moro com minha mãe e minha irmã, que não tem e acham que não precisam (não tanto quanto eu) de uma alimentação saudável.

E, é claro, não posso obrigá-las a comer o que eu tenho que comer.


No café, é fácil. Compro pão integral, coisinhas light ou diet para passar nele, junto com um chá e café.

Moleza... Mas a noite...

Pensei nisso hoje porque cheguei para jantar e tinha: arroz, feijão, linguiça de frango frita e farofa com ovos e bacon.

Coisas que eu não colocaria juntas em um prato. Não com as tais mudanças de hábitos.

Falta verduras, legumes, uma saladinha já resolveria metade do problema.

Mas sei lá, sinto que não posso culpá-las, não posso reclamar.

EU tenho que mudar de hábitos, certo? O problema é meu...


Penso nas crianças diabéticas e mostro assim um lado positivo de se descobrir cedo:

as pessoas ao redor se sentem na obrigação de colaborar, fazem tudo para ajudar...

Quando já se é adulta, cabe somente a você!!!

Às vezes me sinto sobrecarregada...


Hummm, esse post acabou ficando um pouco triste. Então vou parando por aqui, mas aceito dicas de como lidar com isso.

Tem momentos em que as coisas ficam difíceis. E daqui a menos de duas horas tenho que medir a glicemia, medo do que pode dar...


Bjinhus

Unknown

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

7 comentários:

  1. Luana, sua glicemia talvez daqui duas horas dê até normal... Mas a gordura faz a glicemia subir mais lentamente...então pode ser que a sua glicemia de jejum dê um pouquinho acima...depois vc me conta qto deu??rsrs....bjsssssssssssssssssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Dani, acabei de medir, deu 177! Até que bom, mesmo acima dos 140 que a médica definiu como máximo. Vamos ver amanhã de manhã...

    Bjinhus

    ResponderExcluir
  3. 177 pra dormir tá bom! Evita hipo de madrugada !!!

    Aqui foi bem complicada essa tal mudança de hábitos. Minha vida sempre foi regada a doces e fast food. Ao mudar pra minas, melhorou um pouco mas o maridão na época carregava a mão na gordura e nos doces caseiros.

    Não fosse o diabetes, seriamos todas obesas morbidas aqui em casa.

    Hoje como com meus pais e dois irmãos e mais as meninas. Sempre teve refrigerantes, salgadinhos, chocolates, coisas que meus irmãos gostam de beliscar, e eu nem vou falar nada sobre a questão da alimentação saudavel ser boa pra todos, livre arbítrio é isso aí... vc se fode porque QUER, né!

    Enfim... aos poucos, os refrigerantes foram sumindo ou se tornando diet. Os salgadinhos sumiram MESMO e os chocolates se tornaram amargos ou meio amargos e raros.

    Até hoje, depois de DOIS ANOS eles reclamam, porque o 'armário das baboseiras' nunca foi como antes depois que eu voltei.

    Eu não mereço ouvir isso e nem a Vivi e eu entendo que eles também tem o direito de comer o que querem. Então é assim... refrigerante, tem sempre de dois tipos agora e só aos finais de semana, quem quiser diferente que compre. Salgadinhos voltaram, porém, eles gostam daquele doritos bem apimentado que a Vi e mais ninguem gosta, eles ficam no armário e ninguém nem vê.

    As barras de chocolate agoram são bem diversificadas, mas eles guardam essas guloseimas mais apetitosas em seus armários !!! Tem dado certo.

    Pipoca doce, estravagâncias acontecem enquanto não estamos em casa. Claro que ela pode comer e tal mas não quero que o exagero volte a se tornar um hábito, nem pra mim nem pra elas.

    Todos emagreceram por aqui!!!

    Compre sua salada, uns filés de frango que vc pode congelar separadinhos e retirar apenas um de noite e grelhar pra você.

    Tenho certeza que com o tempo, elas mudarão a forma como vêem e acreditam que a alimentação deve ser.

    Boa Sorte... conviver por ser bem chato às vezes [eu que o diga]

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. *como com meus pais é MORO com meus pais e tal... rsrs

    ResponderExcluir
  5. Cara Luana

    Sou pai da Catarina, do Blog Familia Tipo 1. Obrigado pela sua mensagem!!!

    Também já adicionamos o seu blog ao nosso rol.

    Começamos o nosso blog para isso: compartilhar experiências, pois, às vezes, nos sentimos sozinhos.

    Se quiser conte a seguinte história para seus familiares:
    - com a mudança de hábito, emagreci 10 kg; ontem fui comprar uma roupa, e disseram que tenho corpo para desempregar alfaiate, pois não foi preciso fazer qualquer ajuste no terno; a diabetes em nossa família realmente trouxe melhores hábitos (ainde que, às vezes, a gente extrapole, claro).

    Um grande abraço

    Ricardo Vollbrecht

    ResponderExcluir
  6. Gente, valeu pelo apoio e pelas dicas.

    Nicole, minha vontade é que elas mudem seus hábitos comigo. Assim elas passam a ter uma vida mais saudável também.

    Ricardo: Obrigada pelo comentário e vou contar sua história lá sim! Obrigada.

    Dani: Acordei com a glicemia 97. Ótima!!! Thanks God!!!

    Bjinhus

    ResponderExcluir