Universal Channel: Diabetes Infantil é tema de Brothers & Sisters

Que eu sou viciada em séries muita gente já deve saber, mas está aí uma que eu não assisto e que fiquei curiosa para ver. E a série Brothers & Sisters que veiculada na Universal Channel.

Vejam só:

Diabetes Infantil é tema de Brothers & Sisters; saiba mais

Veja como lidar com essa doença na infância
22/05/2011 - 12:04
Na primeira temporada de Brothers & Sisters, Sarah e Joe descobrem que sua filha mais velha, Paige, tem diabetes. Kitty foi a primeira a suspeitar da doença de sua sobrinha, quando ela começou a beber muita água e apresentar vontade excessiva de fazer xixi.

Paige foi levada imediatamente ao médico. Essa é a primeira e mais importante atitude a se tomar. Depois que a pequena Walker foi diagnosticada com Diabetes Infantil, sua rotina mudou, mas – com as devidas precauções e cuidados – ela pode levar uma vida normal.

Brothers & Sisters

O Universal Channel conversou com o Dr. Balduíno Tschiedel, diretor-presidente do Instituto da Criança com Diabetes e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes, que esclareceu algumas dúvidas sobre a doença e deu recomendações aos pais.

A Diabetes tipo 1 é a doença metabólica mais comum na infância. Ela nada mais é do que a ausência (ou baixa produção) de insulina no organismo. A diabetes, assim como a esclerose múltipla e o lúpus, é auto-imune, ou seja, o organismo ataca a si próprio, se autodestruindo.

Sobre as causas da diabetes, o médico explica, “Não há um fator causal, sabemos que é preciso uma conjunção de fatores genéticos, aliadas a uma conjunção de fatores ambientais”.

Tschiedel classificou a diabetes como a “doença das 24 horas”. Isso porque, nesse caso, a atenção é necessária 24 horas por dia. Como a doença é resultado da falta de insulina, é preciso aplicar essa substância para que o corpo continue funcionando normalmente.

Aplicar a injeção de insulina nas crianças é um processo doloroso para os pais e para os filhos, mas extremamente necessário. O médico afirma que o melhor é aprender a conviver com o diagnóstico, fazer uso de todas as informações disponíveis e conhecer a doença profundamente, em vez de tratá-la como inimiga.

“A forma como os pais aceitam a doença traz a felicidade dos filhos,” comenta Tschiedel. Além das injeções de insulina, é preciso cuidar da alimentação e praticar exercícios físicos.

Veja trecho onde Justin ajuda Paige a aplicar insulina:


O vídeo é lindo, fiquei emocionada...
A nota é do próprio site da Universal.

Bjinhus

Unknown

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

3 comentários:

  1. Oi Luana tudo bem...
    Muito obrigada pelo o apoio, mais deu tudo certo, minha mãe tem uma amiga chamada Lucia ela e conselhera da Saúde daqui de Guarulhos, contei tudo pra ela sobre o descaso que havia sentido.
    Ela quem sempre pega minha insulinas, serigas etc.
    Fui ao Medico e Pegeui outra receita...
    obrigada...
    Beijos...Monique

    ResponderExcluir
  2. Legal né Luana, assim os leigos vão se dando conta que existe diabetes na infância. Já pensou que bacana seria se uma novela brasileira apresentasse um caso, sim porque pra violência, crimes,e promiscuidade sempre tem espaço...
    Bem adorei seu post, vou começar a olhar essa série. É que aqui em casa as séries que mais assistimos são da Disney e do Discovery Kids, hahaha...
    Ah, o Dr. Balduíno é o endócrino da Catarina.
    Beijos!!!
    P.S.: por acaso vc não tem umas tabelas de controle glicêmico no excel? Se puderes me enviar te agradeço de coração! Meu e-mail: simone.psi@hotmail.com
    VALEU!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá Luana! Somos um centro de pesquisa que desenvolve estudos sobre doenças endócrinas, como diabetes. Gostaríamos de te enviar um e-mail. Pode nos passar o endereço? Caso prefira nosso contato é pesquisa.diabetesdf@gmail.com
    Aguardamos.

    ResponderExcluir