O gosto ou a glicemia?

Vocês que me acompanham sabem o quanto eu tento ser disciplinada e tudo o mais. Nunca fui muito de doce, mas é claro que tem alguns que eu gosto.

Pois ontem depois do bingo da ADJ fui com a minha família no Habib's comer alguma coisa. Estávamos tão cansadas, minha mãe e eu, que o objetivo era comer por lá, chegar em casa e só tomar banho e deitar.

Comi um prato verão. Glicemia antes 95. Tomei minhas 10 unidades de NPH, o que daria normalmente para o prato verão. Mas aí resolvi que queria sobremesa. Não faço a contagem com correção só para a substituição e já tinha comido, então tive que decidir: comer e depois ver o que ia acontecer ou não comer pra evitar uma hiper?

Decidi comer e me deliciei com um waffle com morango, uma bola de sorvete e um pouquinho de cobertura de caramelo. Quando medi, duas horas depois, já sabia que ia dar alto. E BAMMM 253!!!

Não gostei, é claro! Mas comi o doce e estava uma delícia. Então não fiquei me sentindo culpada. De vez em quando não tem problema, o que não pode é comer todos os dias. Essa foi minha primeira glicemia acima dos 200 nos últimos 15 dias.

Com glicemia controlada, de vez em quando e com consciência, às vezes, vale sim o gosto em detrimento da glicemia. Ah, só pra constar acordei com a glicemia em 105! Uebaaaa!!!

Bjinhus,

Unknown

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

4 comentários:

  1. Oi, Dani

    Estava uma delícia. Vou ficar feliz por uns 15 dias... hehehehehe

    Bjinhus

    ResponderExcluir
  2. Oi Luana, acabei de descobrir o seu blog e gostei muito. Meu filho de 4 anos é Tipo1 e nós moramos nos EUA, gostaria muito de saber como é feito o controle no Brasil. Você toma dois tipos de insulina? E sobre a contagem de carboidratos você faz?
    Desde já te agradeço!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Michelle

    Que bom que você gostou do blog, fico muito muito feliz. Aqui no Brasil temos disponível na rede básica aparelho, tiras, seringas e dois tipos de insulina NPH e Regular.

    Para conseguir outros tratamentos, é preciso solicitar a rede estadual por processo administrativo. Caso eles indefiram, o que acontece muito, as pessoas entram com processo judicial. Pelo processo, as chances de conseguir tudo de graça são bem grandes. Pela rede estadual é possível solicitar qualquer outra insulina, caneta de aplicação e até a bomba de infusão. Essa última já é mais difícil de conseguir.

    Eu uso sim dois tipos de insulina: a NPH e a Humalog. Eu e a minha médica já pensamos em trocar a NPH pela Lantus, mas como o tratamento está dando certo resolvemos manter.

    O posto dá tiras para até oito testes por dia. Eu atualmente faço no máximo seis dias, então todo o mês retiro na UBS 200 tiras, 200 seringas, 200 lancetas e lixo para perfuro cortante. A NPH eu retiro na Farmácia Popular que tem em muitos lugares e só é preciso levar receita, RG e CPF. A Lantus eu compro, mas como uso pouco acabo não gastando tanto.

    Continue acompanhando!!! E obrigada!!!

    ResponderExcluir