Parece fácil...

Medi a glicemia de uma pessoa um dia desses e deu 237. Diante do resultado, fiquei preocupada. E logo comecei a falar sobre a importância de se cuidar, de procurar um médico, rever a alimentação e etc. Diante da falta de receptivamente fiz a "ameaça": se você não se cuidar, vai acabar tendo que tomar insulina. (Disse isso porque a pessoa é DM2 e caso não se cuide pode mesmo ter que fazer o tratamento com reposição de insulina - Lembrando que DM1 só pode ser tratado com a insulina).

E então obtive a resposta: "Se tiver que tomar, eu tomo. E vou me divertir como você se diverte". Na hora, não soube o que falar, mas depois fiquei triste. Diria até que com raiva...

Em momento algum tento passar para as pessoas que é fácil, mas também não fico o tempo todo reclamando. Não é porque faço parecer fácil, que realmente seja.

Tem dias difíceis em que eu penso em desistir. Vezes em que a injeção dói e eu penso que terei que tomar outra logo mais. Dias em que as pessoas me regulam coisas sem nem perguntar se eu quero ou se eu posso. Dias de preconceito, pré-julgamentos, ignorância. Gente que te olha como bicho, com dó, com pena como você fosse morrer dali a cinco minutos. Dias que cansam e vezes que dá vontade de chorar.

O jeito como eu encaro foi a maneira que encontrei de viver com tudo isso. Me cuido, corro atrás e tento levar tudo da maneira mais leve e alegre possível. Fiz da doença aprendizado e tento ajuda a mim e ao próximo.

Mas às vezes eu me pego desejando que fosse um tipo 2 ou uma pré-diabetes, porque eu me cuidaria como eu me cuido, mas me pouparia de muitas coisas. Fico triste de ver pessoas que tem uma opção e que simplesmente a ignoram. Eu queria ter tido a opção de reverter uma pré, de correr atrás da DM2 antes que as coisas se agravassem.

Mas não! Sou DM1, tomo pelo menos duas injeções por dia, furo os meus dedos seis, conto os carboidratos de tudo que tenho que comer e tenho que ficar atenta o tempo todo até quando estou dormindo. E sim, é bem fácil e divertido!

Unknown

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

2 comentários:

  1. As vezes me sinto assim também, sei exatamente como você se sente, é muito ruim sim, falo para pessoas proximas a mim se cuidarem porque não é facil ficar se furando várias vezes por dia, ja pensei em desistir várias vezes, tem meses que eu não faço a medição, só aplico a insulina de manha e de noite isso descompensa muito minha glicemia, mas as vezes me canso de toda vez que eu for comer tenho q ficar furando o dedo, ou muitas vezes deixar de comer algo porque está perto da hora de fazer a medição e se eu comer vai alterar meu resultado. Ainda não faço contagem de carboidratos pois minha médica disse que minha glicose ainda está alta para ficar fazendo a contagem, mas pelo que ela me explicou essa contagem vai tornar minha vida muito mais complicada por ter que ficar fazendo varias contas antes de ingerir qualquer alimento. em relação aos preconceitos, eu acho que as pessoas deveriam pesquisar mais antes de julgar algo, a sociedade ainda é muito preconceituosa, mal sabem eles que 70% da população tem diabetes ou pré-disposião...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Haiely

      É bem por aí mesmo, mas vale lembrar que não podemos deixar de lado o tratamento, por mais difícil que esteja o momento...
      Eu digo que as vezes dói e não é na agulhada nem no furo do dedo, mas no coração, na alma... Mas se a gente não se cuidar, quem vai cuidar da gente?

      Se cuida e qualquer coisa se apoia em quem passa pelo mesmo que você.

      Bjinhus

      Excluir