Resultados, consultas e uma decisão...

Olá, pessoal

No último dia 27, foi hora de voltar na endócrino e na nutricionista... Mais ou menos uma semana antes eu tinha pego os resultados dos meus exames... E minha ficha tinha caído: estava totalmente relapsa.

Não era só com a diabetes, mas com a vida toda... O ano foi modo hard, difícil mesmo... Me senti fraca, impotente, triste... Fui deixando tudo de lado, mas o primeiro fator que me fez abrir os olhos foi a glicada: 7,6%.

Tá, não é absurdo, não é o fim do mundo. Mas desde o começo do ano que a coisa vinha degringolando... Sempre fui adiando a melhora no meu empenho, mas depois de junho a coisa toda simplesmente começou a escorrer das minhas mãos...

Com os resultados novos em mãos, foi como ter um estalo. Parei para reparar que não fazia o controle direito há meses, que não passava para as minhas planilhas, que não corrigia, que pulava refeições... Um caos. Portanto, nada mais justo do que me deparar com o resultado de 7,6%.

exames, diabetes, resultados, glicemia jejum, glicose, hemoglobina glicada, tsh
Resultados dos exames: laudo evolutivo

Então, em uma conversa com a minha nutri super fofa, Fernando Castelo Branco, da ADJ, percebi que as mudanças, ou seja, voltar a me cuidar adequadamente, dependiam só de mim. Na mesma semana voltei a medir pelo menos cinco vezes por dia e sempre corrigir. E passei a me cobrar... Porque para isso não adianta outra pessoa gritar com você, é preciso que você mesmo abra seus olhos.

Marquei consultas na nutri e na endócrino. Ambas nem puxaram muito minha orelha, perceberam que eu mesma já tinha dado uns puxões e se concentraram mais em me orientar.

Algumas mudanças foram feitas: agora sempre tomo uma unidade fixa de Humalog antes das refeições principais (almoço e jantaar) e a NPH da noite foi adiantada em duas horas. A Fê me ensinou a contar e corrigir gordura pra lidar melhor com jantares e almoços diferentes. A endócrino endossou tudo. E vamos que vamos.

Mas o mais importante foi mudar minha postura... Parar de achar que a vida está difícil e lembrar que a maioria das coisas na verdade dependem de mim... Já vejo diferença nas glicemias... Prés abaixo de 100 e poucas pós acima dos 200... Coisa que eu não via há um tempão.


controle glicêmico, glicemia, outubro, novembro, dezembro

índice, diabetes, controle glicêmico, glicemia
Médias glicêmicas por horário de medição

Estou mais animada e confiante. E sei que é um dia de cada vez, porque pensar que todo dia preciso furar os dedos cinco ou seis vezes ou ainda que tenho que tomar pelo menos quatro injeções, às vezes, pode ser meio chato... Meio difícil. Mas levantar a cabeça e pensar positivo não é opcional, é obrigação!!!

Ah, e se você reparou no TSH... Sim, está alto. A médica está suspeitando de hipotireoidismo. Vou refazer os exames em janeiro. Mas se for, quem liga. É só um comprimidinho! Eu aguento! Hahahahaha

Bjinhus

Unknown

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário