Calor e Diabetes

Uma vez alguém me disse algo sobre a glicemia ficar mais alta quando uma pessoa com diabetes está desidratada, pensei: será?

Resolvi fazer uma pesquisinha!


Comecei encontrando uma pesquisa da Clínica Mayo, nos EUA, que constatou que o fato de ter diabetes aumenta o risco de ter doenças relacionadas ao calor. Isso porque os diabéticos tem mais dificuldade de se adaptar ao aumento de temperatura, transpirando menos e consequentemente não tendo sua temperatura da pele diminuída.

Uma pesquisa realizada pela Mayo Clinic, no Arizona, mostra que pacientes com diabetes apresentam índices mais altos de eventos adversos - como hospitalizações, desidratação e morte - no calor.

Ou seja, pessoas com diabetes sofrem mais com o calor e podem ser mais facilmente atingidas por ocorrências de desidratação.

Depois encontrei essa entrevista aqui com a Dr. Elcy Falcão que diz que desidratação altera sim a glicemia:

No caso do tipo 2, a falta de hidratação pode elevar a glicemia e levar a um quadro grave que exija até a internação hospitalar. No caso do tipo 1, a desidratação pode ser consequência da glicemia elevada e do excesso de urina e, também, pode levar a resultados graves.

Como sabemos, elevação dos níveis glicêmicos podem causar cetoacidose diabética, que pode levar ao coma. Por isso, nessas épocas de calor é importante se hidratar sempre!

Além disso, o calor pode ainda mexer com medicamentos e aparelhos. Abaixo um panfleto bem legal com todas as dicas para esses dias de calor:

cuidados, diabetes, calor, desidratação, cuidado com os pés

Eu fico bem mole nessas épocas quentes. Sempre procuro me hidratar e tem dias que parece que nem toda a água do mundo será suficiente. Mas continuo lá bebendo mais e mais. E vocês? Sofrem com os mais de 30 graus que andam fazendo no Brasil?

Bjinhus

Luana Alves

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

4 comentários:

  1. Eu tenho sérias hiperglicemias neste calor. Moro no Rio de Janeiro então já viu né! aqui o forno está no máximo. Ontem na ceia minha glicemia estava 402, com todas as correções do dia perfeitamente administradas. Corrigi, fui dormir com ar condicionado e ventilador ligados e acordei com a glicose a 127. Sinto muito sede, bebo muita água e continuo sempre com muita sede.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, Márcia, o importante é sempre se manter hidratada e fresquinha. Aqui em São Paulo o forno está fervendo, imagino por aí! Se cuida! :)

      Excluir
  2. Eu tenho MUITO calor para dormir mas no frio eu tb costumo sentir mais frio q as outras pessoas. Eh normal na diabetes? A minha é tipo 2.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Nine
      Desconheço que a diabetes seja a causa de sentir mais calor ou mais frio. Vale uma conversa com o seu médico! E hidrate-se bastante!

      Excluir