Diabetes na novela, você gostou?

Fiz um post no Facebook e resolvi trazê-lo para cá:
Sim, apareceu um diabético na novela. O que eu acho disso? Primeiro ruim porque mais uma vez é um diabético tipo 2, mais uma vez corroído pela doença, mais uma vez sofrido. Ruim porque existem outros tipos de diabetes, existem pessoas que se cuidam e que são felizes independente de viverem com essa condição.
Mas também bom, porque foi dito que ele só chegou no estado que chegou porque mesmo depois do diagnóstico não se cuidou. Diabetes não é só medir de vez em quando, não é só evitar isso ou aquilo de vez em quando. É se cuidar sempre. 
É conhecer, saber, aprender sobre e entender o que é e o que causa. As pessoas precisam de informação e a mídia seria um bom lugar para isso, mas... continuamos esperando.
Laerte volta para Goiânia e conhece Leto - Em Família - http://ow.ly/tBJ87
Mas o post lá não virou post aqui simplesmente porque eu achei que o texto tinha ficado legal, eu queria na verdade compartilhar também esse post aqui.

Nele, a Claudia Giane conta como foi perder o pai para as consequências do diabetes e fala uma coisa muito importante:

O meu pai morreu em consequência da diabetes, há seis anos e meio. Não sem antes sofrer muitíssimo, por quase dez anos. Pois é, a diabetes traz um processo longo e doloroso para quem sofre com ela e ainda traz sofrimento para quem está por perto. É muito difícil ver alguém querido naquela situação. No caso do meu pai foram dezenas de cirurgias – algumas em que até os médicos chegaram a dizer que talvez não escapasse – muita dor (mas muita mesma, num nível extremo) e incontáveis episódios extremamente difíceis, que prefiro não citar. Foi doloroso para a minha mãe e para mim também, por vários motivos. Não havia como ter uma vida normal.

E complementa:
A diabetes não é levada tão a sério quanto deveria ser, por grande parte das pessoas. Os argumentos “mas eu vou morrer de todo jeito”, “depois eu compenso”, “mas eu tenho diabetes fraquinha” (isso não existe) estão entre os mais repetidos. Mas ela pode causar cegueira, perda de membros, confusão mental e dores extenuantes (pesquise “neuropatia diabética”).

novela, em família, rede globo, tv globo, diabetes, itamar
Itamar (interpretado pelo ator Nelson Baskerville)

O fato é que as pessoas ignoram a diabetes. Acham que não é nada e simplesmente esquecem que mal controlada a diabetes realmente come o corpo da pessoa de dentro pra fora. Eu mesma nunca tinha pensado nas consequências como  "dor em nível extremo", mas acredito que deva ser assim mesmo.

Por isso me cuido, me preocupo e faço tudo, absolutamente tudo, que eu puder fazer para só ter que cuidar da diabetes e não de suas consequências. Diabetes é coisa séria e precisa ser encarada assim!

Até a próxima!

Unknown

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário