Meus pilares do tratamento da diabetes

Olá, pessoal

Ontem na fila para a reuniãozinha do posto de saúde (em outro post falo melhor sobre o assunto), uma senhora falava sobre a preocupação com o marido que mesmo tomando sete comprimidos e insulina não conseguia controlar as glicemias. Conversando falei sobre a importância de uma série de fatores no tratamento, que não basta só tomar os remédios e esperar o milagre...

Pois bem, esse papo todo me deu uma ideia e aí escrevi esse post. Nele conto quais são, para mim, os pilares do tratamento da diabetes. Eu relacionei seis, mas vocês podem adicionar mais nos comentários!

Segue:



1. MONITORAMENTO

Esse pra mim é um dos mais importantes. Impossível saber se está tudo indo bem se não medirmos a glicemia com certa regularidade. Não adianta ir no posto de vez em nunca, aquela glicemia é momentânea e pode aumentar ou baixar em pouquíssimo tempo.

2. MEDICAMENTO

Você pode até experimentar a água de quiabo, o chá de canela ou ainda a pata de vaca, mas mantenha sempre o tratamento receitado pelo seu médico. E siga ele à risca. Tomar os remédios na hora certa e na dosagem certa podem sim fazer muita diferença.

3. ALIMENTAÇÃO

Acho que essa é a parte mais negligenciada até porque sabe-se muito pouco sobre a alimentação de uma pessoa com diabetes. Sabe aquela história de "o que é proibido é mais gostoso"? Pois bem, é verdade. Nunca fui muito de doce, mas quando eu descobri o diabetes e me disseram que eu não poderia mais comer chocolate, me dava uma vontade louca de comer. Aí eu comia escondido. Quando eu aprendi que com a contagem de carboidratos dava sim pra comer chocolate (desde que com parcimônia, vale lembrar), a vontade doida melhorou e muito! Saber como se alimentar, em que quantidade, em que horário e de que forma é muito importante no tratamento.

4. ATIVIDADE FÍSICA

Tá, vou me corrigir: esse aqui é com certeza o pilar mais negligenciado. E eu não era nadinha de fazer atividade física (ainda não sou, mas venho me esforçando muito). Acreditem, exercícios físicos, quaisquer que sejam, são muito importante. Eles melhoram a condição cardiovascular, diminuem a glicemia, te deixam mais feliz (e, portanto, com menos vontade de comer besteira), melhoraram a circulação, emagrecem... Vixi, são infindáveis os frutos. Já contei aqui os milagres que a academia já fez por mim. Vale achar algo que você goste e investir. Depois me conta se não valeu a pena.

5. EQUIPE MULTIDISCIPLINAR

Esse é um pilar que eu gostaria que todos tivessem acesso, mas infelizmente sei que não é bem assim. Ter uma boa equipe médica é muito importante. Um endocrinologista que esteja a sua disposição por e-mail ou telefone para tirar as dúvidas, que saiba muito sobre o assunto e principalmente que saiba conversar. Uma nutricionista que entenda seu estilo de vida e te ajude a se adaptar as mudanças que forem necessárias. Um bom cardiologista para os cardíacos ou que estão correndo o risco de se tornar um. Psicóloga para que os que precisarem de apoio emocional. E até um bom dentista, porque a diabetes adora causar na arcada dentária. Sei que nem todos tem acesso a isso, então vou deixar aqui uma dica: a ADJ Diabetes Brasil tem alguns desses serviços gratuitamente. Dá uma olhada no site!

6. APOIO FAMILIAR

Uma família que te entende e te apoia é fundamental. Que te ajude desde a alimentação até demonstrar interesse no seu dia a dia. Sentir que tem pessoas que te amam e se preocupem com você é muito importante. E se seu caso não é esse, tenha paciência. Explique aos poucos, de maneira calma que devagarzinho eles vão entendendo.

Bom, gente, é isso. Pra mim essas seis coisas são super importantes e tendo manter pelo menos quatro delas sempre ativas nas semanas mais corridas. É claro que não somos perfeitos e, às vezes, pisamos na bola. Não fique se culpando! Reconheça que falhou, se perdoe e siga em frente!

E quais são os pilares de vocês? Esqueci alguma coisa?

Bjinhus e até a próxima!

Unknown

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

Um comentário:

  1. A diabetes é muito perigosa mesmo. Temos que estar atentos a todo e qualquer sintoma que possamos ter. Se não for tratada de início, pode ser um mal irreversível.
    Os remédios ajudam muito nesse combate, sem dúvidas... mas, como foi dito, sozinhos não fazem milagre....
    Todo cuidado é pouco. Alimentação e atividades físicas são fundamentais para o sucesso contra a patologia.
    Trabalho na Medlevensohn, uma empresa voltada para esse mercado, e sei dessa importância para a saúde do corpo...
    Parabéns pelo post, é muito importante mostrar isso para as pesssoas!

    ResponderExcluir