Estar doente e não saber o que tem

Uma situação estranha e ruim...

Na semana passada, me senti muito mal... No primeiro dia uma ressaca (até aí era dentro do esperado porque eu tinha aprontado e estava consciente disso), mas no segundo dia comecei a ter sintomas que não tinham nada a ver com ressaca: dores no corpo, principalmente costas e abdômen, e falta de ar que juntos com as dores de cabeça e enjoos do primeiro dia me deixaram acabada.

No terceiro dia, as glicemias subiram. E eu não tinha comido praticamente nada no dia anterior. Só sopa e chá. Com glicemias de 200 e 300 resolvi ir ao hospital. E aí começou a saga.

No primeiro, onde fiquei por cinco horas, sai com um diagnóstico de dengue. A médica achou, pelo exame de sangue que minhas plaquetas estavam um pouco baixas e juntando com os sintomas resolveu tratar como dengue. Receitou Loratamina e Ibuprofeno e deu dois dias de licença (domingo e segunda). Por fim, pediu que eu retornasse ao hospital na segunda para refazer os exames.

Passei o domingo baleada. Jogada na cama e com muito sono. Mas no final do dia já vi melhora nos sintomas. Não estava mais enjoada e as dores tinha diminuído muito. E aí já comecei a suspeitar que não era dengue.

No dia seguinte retornei ao médico, mas em outro hospital para ter uma opinião diferente. A médica assim que olhou os exames disse que o diagnóstico estava errado, até porque não tive febre, e acrescentou que se fosse dengue eu não poderia estar tomando Ibuprofeno... Imaginem o meu espanto!

doente, cama, diabetes, dengue, virose, hospitais, saúde
E começou a trabalhar com três hipóteses: cetoacidose diabética (já que minhas glicemias estavam altas e que a minha urina estava escurecida), infecção e virose (claro!). Depois de exames de urina, sangue e uma espera de mais de oito horas no hospital, concluiu-se que era infecção. Mas não foi a primeira médica que viu os resultados que confirmou isso, tive que falar ainda com dois outros médicos para entender direito o que tinha acontecido. Aparentemente foi uma infecção na região abdominal, mas não se sabe onde já que nenhum dos médicos me examinou direito, ou seja, nenhum deles botou a mão em mim. E nunca saberei, porque (graças a Deus) já melhorei.

O que me chateou a ponto de eu escrever esse post: o fato de eu não ter sido examinada. Ninguém parou para apalpar meu abdômen, mesmo eu dizendo que estava com fortes dores. E o pior: resumir qualquer mal estar a virose ou dengue (que agora pra mim é a nova virose). E isso tudo em hospitais particulares. Despreparo, desorganização, desinteresse... Um caos!

O sistema de saúde está completamente perdido? Até a rede particular? Está cada dia mais difícil!

Até a próxima!

Unknown

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário