[Pelo Mundo] Eu, o mochilão, as insulinas, os insumos...

Olá, pessoal

Ou eu deveria dizer: Hi, folks?

Pois é, já estou aqui em Nova Iorque curtindo o friozinho e as férias. Mas calma, não esqueci de vocês não. E o post de hoje é sobre os insumos, o transporte e como guardá-lo.

Vamos por partes.

Primeiro, quantos? Eu sempre conto o que vou precisar e mais 25% ou mais metade. Tirinhas e insulina é sempre mais metade. O resto das coisas é que varia.

Eu uso em média uma caixa de tirinhas por semana, como vou ficar três semanas por aqui peguei quatro caixinhas e trouxe na bolsa menor junto com o glicossímetro mais uma caixinha.

Como vocês vão poder ver abaixo, eu coloco tudo junto em uma necessarie. Agulhas que vou usar, sachês de álcool e seringas. Eu sempre levo meia dúzia de seringas pro caso de algo dar errado.




Agora as insulinas. Nada mirabolante. Isopor com gelo e acabou. Vale lembrar que o gelo não pode ir encostado na insulina.


Chegou aparentemente tudo certinho. O gelo derretou, mas ela chegou fria. E eu logo corri pra colocar numa geladeira.

E aí vem outra coisa da viagem. Esses dias que vou ficar em NY optei por ficar em hostel. E olha só que coisa bacana: o hostel tem etiquetas para identificar os produtos que são colocados na geladeira.

Eu reforçei com a palavra: MEDICATION, pra nenhum maluquinho sair achando que é soro fisiológico né!



 E vocês como fazem? Já fizeram mochilão depois de descobrir a doença? Mudou algo? O que?

Unknown

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

2 comentários:

  1. Oi!

    Fiz uma viagem pra Europa em agosto, e claro, a gente precisa ter um cuidado extra quando se está em viagem, principalmente fora do país. Na época em que viajei, eu ainda não usava bomba de insulina, usava canetas. E levei comigo algumas seringas pro caso de alguma caneta resolver não funcionar :)
    Recomendo sempre levar a receita/laudo junto ao passaporte, já que o passaporte é nossa id no exterior.
    Escrevi um post no meu blog sobre minha experiência. Depois dá uma conferida lá: http://soudoce.blogspot.com.br/2014/09/viagem-para-europa_30.html
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo, Nayama! E adorei a dica de levar a receita junto com o passaporte. Eu levei uma pastinha com todos os documentos dentro que estava na mesma bolsa da necessarie. Mas no dia a dia durante a viagem eu acabei não levando ela, então nas próximas vezes vou pensar nisso. Obrigada pela visita no blog! :)

      Excluir