#DiabetesLA: Reverter a Diabetes: Cura ou Controle?

Ah, a dor de se descobrir com uma doença crônica... Ouvir pela primeira vez que todos os cuidados serão para o resto da vida... ou até que se descubra a cura... Mas aí surge na sua timeline a palavra 'reverter'. Reverter em que sentido? Como? De que maneira?

Todos sabem, ou deveriam saber, que ainda não há cura para a diabetes. Ainda! Mas isso não deveria significar desesperança: temos tratamento! Temos vida! E temos ciência e tecnologia que avançam cada dia mais.

Mas eu sei que não é fácil ter que lidar diariamente com injeções, medições, contagem de CHO, então por que não abraçar a ideia de que há uma maneira de reverter todo esse 'mal'? Mas, infelizmente, ainda não há.

É simples fazer uma busca no Google e encontrar as mais diversas promessas. Jogando 'reverter a diabetes' surgem rapidamente mais de 300 mil possibilidades. Algumas, eu acredito, podem até fazer alguma diferença, mas no sentido de melhorar o controle. Daí a curar...

Já falei muito aqui no blog sobre a diferença entre o tipo 1 (quando o organismo NÃO produz insulina ou produz muito pouca) e o tipo 2 (quando o corpo não utiliza a insulina produzida adequadamente). Pois bem, se o tipo 1 NÃO produz, logo não vai produzir nem com reza brava. Há sim estudos e pesquisas nesse sentido, algumas já com alguns casos de sucesso, mas de jeito nenhum é uma dessas mercadorias vendidas na internet.

Já o tipo 2 se deixa enganar por uma falsa cura. Alimentação saudável e atividade física a ponto de reduzir os medicamentos a zero não é cura, é controle. No tipo 2 sim, com perda de peso e mantendo um estilo de vida saudável, é possível não precisar de medicamento nenhum. Mas basta voltar ao sedentarismo, a alimentação desregrada e ganhar um pouco de peso que o quadro pode voltar ao de antes.


Imagen Carolina Zárate @Carolina_tipo1

É preciso informação para acabar com a ignorância e, por isso, me uno ao grupo #DiabetesLA por um mundo com mais educação em diabetes, onde pacientes não se deixam enganar por falsas promessas.

Por isso queremos espalhar a informação de que há tratamento para a diabetes, um ótimo tratamento que pode lhe permitir ter uma vida 'normal'. Diabetes não é o fim da vida, em muitos casos pode até ser começo. Não se deixe enganar por promessas milagrosas e caras. Não se deixe levar por palavras ditas de qualquer jeito, é sua vida e sua saúde que estão em jogo.

Ouça o que o seu médico diz, pesquise bem o 'produto' na internet, leia, se informe. Corra das expressões 'cure sua diabetes em 30 dias', 'produza mais insulina naturalmente' ou ainda 'remédio mágico'. Quer experimentar, experimente. Mas sempre tomando o cuidado de manter o seu tratamento médico.

Reverta o que você pensa, tenha um bom controle e aí quando a cura chegar você estará aí prontinho para receber!

Aqui o que toda a rede #DiabetesLA está falando sobre o assunto:

* Tenho Diabetes Tipo 1, e agora? - Mark Barone (Brasil): DIABETES ainda NÃO tem CURA!!!
* Jaime, Mi Dulce Guerrero - Mila Ferrer (Porto Rico): ¿Podemos revertir la diabetes? NO, pero si podemos revertir la ignorancia
* Sugar Free Kids - Tanya Hernández (Porto Rico): De revertir la diabetes y otras falacias
* Con extra de azúcar - Melissa Cipriani (Venezuela): De curas y remedios mágicos
* Diabético Tipo1 1 - Carolina Zárate (Colômbia): ¿Revertir la diabetes?: La diabetes no tiene marcha atrás
* Mi Diabetes - Marcelo González (Chile): ¿Revertir la diabetes? Yo paso.
* Dulcesitos para mí - Mariana Gómez (México): Revertir la diabetes. ¡No caigas!
* Educadies - Elena Sáinz (México): Revertir, curar o tratar la diabetes: ¿qué se puede hacer hoy?
* Yo soy Dulce Madre - Paulina Gómez (México): #REVERTIRLADIABETES CUANDO ALGUIEN LE DIGA QUE SE TOME SU PIPÍ...
* Diabetes Bariloche - Claudia Longo (Argentina): Revertir la diabetes - "Un deseo ofrecido en las redes"
* Mi Dulce Vida - Nora Ortega (México): “Revertir la Diabetes”, y sus implicaciones psicológicas

Unknown

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário