Uma glicada ruim e a vontade de continuar lutando!

Olá, pessoal

No final do mês passado, foi a hora dos exames e do susto. A glicada subiu para 8,6%.

Num primeiro momento me chatiei, pensei todas aquelas coisas que a gente pensa quando "falha". Aquela sensação de que eu tinha me esforçado tanto pra nada. De que você mede, toma insulina, conta os carboidratos e tudo o mais para nada.

Mas aí chegou o dia da consulta na endócrino e depois de muita conversa percebi que na verdade não tinha me esforçado tanto quanto eu deveria. Mas não porque eu não quisesse, porque a vida me engoliu.

Fala-se muito sobre como o emocional influencia nas glicemias, na verdade a nossa vida toda. Já falei muito aqui sobre a importância da rotina, de medir sempre, de corrigir todas as vezes em que aparece uma glicemia alta no monitor, de fazer atividade física e se alimentar direitinho, mas quem faz tudo isso sempre?

Num dia você muda o seu horário no trabalho, no outro não consegue nem levantar da mesa porque o cliente está há horas surtado, no outro tem três reuniões. Na segunda, relatório extra e hora extra, na terça dorme pouco, na quarta já se sente cansadaço e não quer ir na academia. Começa a comer qualquer coisa porque é mais rápido, pula doses porque não conseguiu parar para tomar... E aí: 8,6 de glicada.

Como lidar com tudo isso? Como conseguir se organizar para mudanças bruscas no trabalho e na vida, como manter a rotina, os horários, a boa alimentação? Como, com tanto stress, conseguir se sentir animado para malhar, meditar, etc?

É isso que eu estou tentando descobrir agora. Como voltar ao centro e me organizar para as coisas voltarem a funcionar. Sei que 80% depende de mim, de eu manter o foco, de não deixar a diabetes em segundo plano (às vezes terceiro, quarto, quinto...). Tenho que me lembrar sempre que minha saúde é o mais importante, que não adianta me matar fazendo as outras coisas da vida e no fim morrer tentando realizar os meus sonhos (e olha que tenho muito!). Bora continuar na luta?

Então eu vou tentando aqui e você se quiser vai me ajudando daí. Que tal?

Unknown

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário