5 primeiro passos após o diagnóstico de diabetes


Milhões de pessoas são diagnosticadas com diabetes todos os anos no mundo todo. E o que fazer se você for uma delas? Quais os primeiros passos?

Antes de mais nada, fale com o seu médico de confiança, se você tiver um. E pergunte se é preciso fazer mais algum exame que confirme o diagnóstico.

1 - Pergunte ao seu médico se a internação é necessária. Na maioria das vezes um simples tratamento em ambulatório já pode normalizar o quadro. Mas há casos em que a glicemia está tão alta que é preciso internar. Isso acontece mais comumente em pacientes com diabetes tipo 1.

2 - Veja com o seu médico quais são os cuidados que devem ser tomados nesse primeiro momento:
  • Pessoas que precisam de insulina devem aprender como aplica-la, quando tomar as medicações, quais são as metas glicêmicas, quando chamar ajuda em caso de glicemia fora do esperado, além de terem um plano especial de alimentação e para a prática de atividade física. E pergunte se você precisa de qualquer outra "técnica de sobrevivência"
  • Se for uma pessoa que precisa somente de medicação oral, pergunte se há cuidados especiais que devem ser tomados com os remédios. Horário é importante e ainda se é preciso tomar o medicamento antes ou depois das refeições. Também pergunte sobre a necessidade de "técnicas de sobrevivência". Algum plano especial de alimentação é necessário? É preciso medir a glicose imediatamente? Você precisa praticar alguma atividade física? Pergunte o que precisa ser feito já.
  • Se não há necessidade de medicação, pergunte mesmo assim quais são os passos a serem dados daqui pra frente.
3 - Ligue para o seu plano de saúde, caso tenha, e pergunte o que é coberto e se há algum programa especial para pessoas com diabetes. 

4 - Pergunte ao seu médico que especialistas devem fazer parte da sua equipe de tratamento. Abaixo algumas especialidades que também fazer parte desse processo. Nem todas as relacionadas abaixo são necessárias para todos.
  • Endocrinologista: é o médico especializado em tratamentos relacionados a hormônios, como a insulina. O paciente com diabetes não produz, produz pouca ou não usa adequadamente a insulina do corpo. Por isso, um médico especializado em tratar essa deficiência normalmente é necessário;
  • Podólogo: as pessoas com diabetes são propensas a terem problemas com os pés. Os danos nos nervos e circulação inadequada são comuns nessa doença. Um podólogo irá inspecionar e tratar problemas nos pés, aconselhar sobre calçados e ajudar a pessoa com tarefas como o corte das unhas;
  • Dentista: a diabetes pode afetar e muito os seus dentes. Tenha a certeza de ter um dentista no seu time e, mais ainda, saiba que ele está ciente de que você tem diabetes;
  • Nutricionista: um nutricionista irá ajudar a criar um plano de refeição individualizado, além de colaborar com todos os problemas de nutrição. Ele poderá rever os medicamentos recomendados e aconselhar os doentes sobre os aspectos nutricionais de manter a glicose no sangue sob controle. Isso pode incluir a contagem de carboidratos, utilizando listas de troca ou outras técnicas para ajudar a controlar a glicemia;
  • Enfermeiro: é ele quem vai ensinar as técnicas de aplicação de insulina, cuidados com glicossímetro, o que fazer quando tiver hipers ou hipoglicemias e em casos de emergência;
  • Oftalmologista: a diabetes pode causar vários problemas oculares, por isso exames rotineiros de fundo de olho são necessários para prevenir e tratar com antecedência qualquer complicação;
  • Psicólogo: nem sempre lidar com o diagnóstico é fácil. Saber que tem diabetes pode ser uma experiência psicológica devastadora. Deixe seu médico ciente de seu estado mental para que faça o encaminhamento, caso seja necessário;
Outras especialidades como fisioterapia, terapia ocupacional, especialista em bomba de insulina, etc, também podem ser necessários. Por isso a importância de conversar abertamente com o seu médico e entender tudo o que é necessário para que você trate sua diabetes da melhor maneira possível.

5 - Agende as consultas com esses médicos chave para formar a sua "equipe de diabetes", aquele grupo de médicos que vão cuidar de todos os pormenores necessários. 

Depois de ler esses cinco passos e definir suas prioridades perceba que você estará no controle da situação. Com uma equipe formada e entendendo tudo o que é necessário, quem controla a diabetes é você e não o contrário!

Fonte: http://www.diabetescare.net/authors/clara-schneider/five-first-steps-after-diabetes-diagnosis

Unknown

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário