#DomandoaDiabetes: O que é, quais as causas e sintomas de uma hiploglicemia

hipoglicemia, o que é, causas, sintomas

E finalmente estou de volta depois de algumas semanas conturbadas. A vida real nem sempre é fácil de administrar. Mas o Domando a Diabetes me faz perceber o que posso fazer pelos outros (e por mim também, já que aprendo muito), então não posso deixá-lo de lado!

Sendo assim, cá estou com o tema do mês de abril: HIPOGLICEMIA! 👻👻👻

Que não tem medo nenhum de hipoglicemia que atire a primeira pedra! Mas antes de mais nada eu te pergunto: você sabe o que é, o que causa e quais são os riscos de ter uma hipoglicemia? Não? O DaD veio resolver os seus problemas!

O QUE É HIPOGLICEMIA?
A hipoglicemia é caracterizada por um nível anormalmente baixo de glicose no sangue, geralmente abaixo de 70 mg/dl. É importante não considerar apenas este número – o médico deverá dizer quais níveis são muito baixos para você.
Traduzindo em miúdos, seu corpo precisa de uma quantidade mínima de açúcar no sangue para funcionar. Quando este nível é muito baixo, para te preservar ele vai se desligando lentamente. O objetivo do organismo é manter você bem até que consuma mais açúcar e assim volte a ter energia. É como a bateria do celular que quando está acabando manda alertas e diminui a luz da tela, por exemplo!

Normalmente, os sintomas são sentidos quando a glicemia bate menos de 70 mg/dL, mas acredite isso pode variar e muito e depende também de como anda o seu controle. Uma pessoa com o controle mais redondinho pode sentir os sintomas só quando baixa a 50 mg/dL. Já alguém em descontrole, acostumado a glicemias na casa dos 250, pode sentir os sintomas com 100, 125.

Sem falar que há ainda os assintomáticos, ou seja, aqueles que, independente do valor (já vi pessoas assim com 30), não sentem absolutamente nada!

QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS CAUSAS?

Aí, você vai me dizer. Ok, entendi o que é, mas por que isso acontece? Onde eu posso ter falhado?

Algumas coisinhas podem causar a queda da glicemia, são elas:
Aumentar a quantidade de exercícios sem orientação correta, ou sem ajuste correspondente na alimentação ou na medicação; pular refeições; comer menos do que o necessário; exagerar na medicação, acreditando que ela vai trazer um controle melhor; e ingestão de álcool.
Ou seja, é importante comer de três em três horas, tomar a medicação corretamente e sem exageros, praticar atividade física somente com supervisão e após orientação médica e não beber (vamos falar sobre álcool mais pra frente).

QUAIS SÃO OS SINTOMAS?

Mas a gente sabe que nem sempre seguir tudo isso super corretamente dá sempre certo. Tem aquela reunião que demora mais do que o esperado ou ainda um pequeno exagero na correção de uma hiper e ainda as vezes que a gente se empolga na esteira... O que fazer então?

Conhecimento! Você precisa saber todos os possíveis sintomas de uma hipoglicemia e principalmente medir sua glicemia com frequência (vai que você é do tipo assintomático, né?).

Mas quais são os sintomas?

  • Tremedeira
  • Nervosismo e ansiedade
  • Suores e calafrios
  • Irritabilidade e impaciência
  • Confusão mental e até delírio
  • Taquicardia, coração batendo mais rápido que o normal
  • Tontura ou vertigem
  • Fome e náusea
  • Sonolência
  • Visão embaçada
  • Sensação de formigamento ou dormência nos lábios e na língua
  • Dor de cabeça
  • Fraqueza e fadiga
  • Raiva ou tristeza
  • Falta de coordenação motora
  • Pesadelos, choro durante o sono
  • Convulsões
  • Inconsciência

Você pode ter um só, meia dúzia ou todos. Varia e muito de pessoa para pessoa! Por isso, a importância de sempre medir. Só assim você vai entender as mudanças no seu organismo quando algo assim acontece com você!

Eu brinco que vejo a luz e transpiro um rio. Isso porque minha visão embaça e fica com grandes manchas brancas, além disso eu pingo de suor. Um suor frio e diferente do suor normal de calor. Quando eu sinto qualquer uma dessas duas coisas é batata, meço e estou com hipo! Eu não sabia disso no começo e só medindo fui identificando o que era mais marcante pra mim nesses episódios. Uma dica legal é anotar o que você sentiu quando teve uma hipo, com o tempo vai começar a fazer sentido para você.

Esse vídeo do Dr. Drauzio Varella explica rapidamente o que eu acabei de dizer aqui! Vale conferir... É bem curtinho!


E aí? Ficou com alguma dúvida? É só perguntar nos comentários!

No próximo post vou falar sobre como tratar uma hipo! Algumas dicas bem bacanas para você se recuperar rapidinho e não ter aquela hipo rebote depois, que é quando a glicemia sobe demais. Na próxima quinta!

E lembre-se de seguir as pílulas do conhecimento nas redes sociais (Face, Insta e Twitter - @adiabeteseeu) com a #DomandoaDiabetes!

Fontes:
http://www.diabetes.org.br/publico/diabetes/hipoglicemia

Unknown

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário