Quero uma Shirley!!!

CRESCER: Labrador é treinado para detectar níveis de insulina de sua dona e impedir que ela entre em coma

Cãozinho faz sucesso na sala de aula, que frequenta ao lado da garota


   Reprodução

Shirley não sabe ler, escrever e muito menos falar, mas ainda assim é o aluno mais notável da escola primária Harpole, em Northamptonshire, na Inglaterra. Tudo isso porque Shirley não é sequer uma criança: é uma cadelinha que acompanha a pequena Rebecca, de 7 anos, em suas aulas e, mais do que isso, desempenha um papel crucial na vida da menina, segundo noticiou o jornal britânico Daily Mail.

Rebecca tem um tipo grave de diabetes, o que significa que ela pode ter um ataque de hipoglicemia e entrar em coma a qualquer momento. Por isso, o labrador foi treinado para detectar, pelo olfato, o momento em que o nível de açúcar no sangue de Rebecca está se tornando muito alto ou muito baixo. Quando Shirley identifica uma alteração, ela lambe Rebecca para avisar os professores de que há algo errado.

E se a cadelinha não consegue transmitir o alerta, ela tenta chamar a atenção sentando na menina e, em último caso, ela mesma busca o kit de diabetes na sala de aula. Depois de cumprir seu trabalho como companheira e "enfermeira", Shirley apenas observa o resto do trabalho ser concluído pela assistente da classe que aplica a injeção de insulina que Rebecca necessita.

Shirley, que foi treinada pela instituição Medical Detection Dogs, tem o total carinho de Claire, mãe da garota: "Ter o cão na escola é um absoluto salva-vidas para Rebecca", disse ao jornal.

Unknown

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário