Você viu?: Pior matéria sobre Tipo 1 que eu já assisti!!!


Hoje eu vi a pior matéria sobre Diabetes tipo 1 desde que eu descobri a doença... Para quem criticou a série do Drauzio Varella no Fantástico, isso aqui é sei lá o quê de tão péssimo...

Ela foi veiculada no Jornal do SBT Manhã do dia 3 de agosto. A reportagem é do jornalista Léo Sant'Anna.

Para que vocês entendam a minha decepção, extrai alguns trechos:

1) Um milhão de brasileiros com uma doença grave: o Diabetes. A maioria é formada por crianças e adolescentes que não estão sendo tratados com os cuidados necessários.

A chamada já começa assim: ERRADA! Se estão falando de portadores da doença, independentemente do tipo, o Brasil tem, segundo o último levantamento da Sociedade Brasileira de Diabetes, cerca de 15 milhões de pessoas com a doença. Desses 15 milhões, a maioria é tipo 2. Aí sim, poderíamos dizer que um milhão é portador tipo 1, que foi o que mostrou a pesquisa. :(


2) 42% dos diagnósticos acontecem na fase aguda da doença.

Vamos contextualizar com a reportagem, lá o repórter fala os sintomas da doença e as consequências, como cegueira, amputações e morte. E aí me solta essa... Oi? Na diabetes tipo 1, a pessoa pode sim ser diagnosticada em estado grave por ter uma elevação muito alta da taxa de
açúcar no sangue. Mas a fase aguda da doença é mais conhecida como o ponto a partir do qual a pessoa apresenta as chamadas complicações, ou seja, os problemas na vista, infecções em machucados, amputações e blábláblá. Para o tipo 1 ser diagnosticado na fase aguda, é muito difícil senão raro. Mas o tipo 2, esse sim em sua maioria é diagnosticado quando a pessoa já apresenta complicações. Pois não é tão gritante como o tipo 1 e pode demorar muito para ser diagnosticado já que a pessoa não percebe que é portadora da doença.

3) O Diabetes tipo 1 pode ser hereditário ou causado pela má alimentação.

Até aqui eu estava levando numa boa. Achando ruim, mas levando numa boa. Mas aí... Você deve estar como eu fique: COMO ASSIM?!? Falta de apuração, falta de informação total!!! Para isso não há explicação possível de escrever aqui, então eu vou deixar uma imagem que explica o tipo 1 e um link para mais informações:

4) Na dieta de Igor somente alimentos diet, sem açúcar, assim leva a vida como qualquer criança.
Aí, Jesus, me ajuda! Se só o açúcar fosse o problema, era fácil. Dá muito bem para viver sem ele. Mas e os carboidratos? E a gordura? O tal Léo não sabe mas diabético pode comer açúcar sim e não precisa cortar nada. Mas um diabético, assim como qualquer pessoa no mundo todo, precisa manter uma alimentação balanceada. Isso sim!!! E graças a Deus existe a contagem de carboidratos, que possibilita matar umas vontades. A palavra-chave do tratamento é moderação!!! Mais no link: http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/ultimas-noticias/2011/06/27/alimentacao-do-diabetico.jhtm

Bom, externei e agora estou mais calma... rs

Agora o vídeo para vocês verem:

video

Bjinhus

Luana Alves

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

5 comentários:

  1. Luana você está correta ,é isso ai um absurdo as besteiras que eles falam sobre diabetes.......Se querem falar que pelo amor de Deus pesquisem,procurem a verdade só assim poderá ajudar a sociedade

    ResponderExcluir
  2. Sim, sim, uma simples pesquisa resolveria metade da matéria...

    ResponderExcluir
  3. Realmente...ao menos que façam pesquisa da verdade, não digam coisas sem logica!
    bjo

    ResponderExcluir
  4. Oi Luana, te conheci hoje e já amei seu blog. Meu filho tem 11 anos e há 1 ano descobrimos o diabetes. Adorei a matéria, mas não vou assistir não ... já fiquei com raiva kkkkk quer pior? qdo levei o primeiro exame no pediatra... ele me olhou e disse: muito doce né mãe? como um "médico" me dá uma dessa? Foi o primeiro que abandonei!
    Parabéns pelo seu blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Paula! Fico muito, muito feliz que tenha amado o blog. É legal ver quando as pessoas gostam, me sinto com mais vontade ainda de continuar o que faço aqui. Conhece-se muito pouco sobre diabetes no Brasil, mas médico que fala essas coisas é de dar vontade de matar! Tem que abandonar mesmo! Obrigada pelo comentário!

      Excluir