Você viu? - TV UOL: Tratamento traz esperança para quem sofre de diabetes

Oie,

O vídeo abaixo fala sobre um novo tratamento que está em estudo para facilitar o tratamento da Diabetes tipo 2. Até aí tudo bem, mas apesar de a informação ser interessante e relevante, a reportagem tem problemas que eu consideraria até graves... :(

Vamos conferir:


1) A matéria fala sobre DM2, mas a explicação da causa da diabetes, no início da reportagem, é a de DM1. O corpo só para de produzir insulina no tipo 1, no tipo 2 a diabetes começa porque há resistência a insulina, ou seja, o corpo produz sim, mas por causa de uma série de fatores como obesidade, sedentarismo e má alimentação, ele deixa de usar a insulina adequadamente e aí sim a pessoa passa a acumular açúcar no sangue. Em casos mais tardios de DM2, pode acontecer de o corpo "desistir" de produzir porque o corpo não vem utilizando o que é produzido. São nesses casos que um DM2 passa a ser tratado com insulina. 

2) A cirurgia de redução de estômago não é o tratamento mais comum para o diabetes tipo 2 como a reportagem dá a entender, mas sim quando o caso é grave e a pessoa não consegue controlar nem emagrecer. Há uma série de pré-requisitos para fazer a cirurgia e não apenas o fato de estar acima do peso.

3) Assim como faltou mais informações nos itens acima, fica faltando informação sobre o tratamento. Quanto baixa a glicemia? Por quanto tempo o paciente fica com o dispositivo atualmente? E onde é feito esse tratamento?

Mas saber que tem gente correndo atrás de ajudar no tratamento já vale, o que não podemos é deixar de observar a veiculação de reportagens que podem confundir ainda mais as pessoas que sabem pouco ou quase nada sobre DM.

Curtiu? Compartilha! E se você viu alguma coisa com erros de apuração por aí me mandem o link!

Bjinhus

Unknown

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário