#DMD2015: O que eu aprendi como voluntária em postos de teste de glicemia...

Esse ano me voluntariei para ajudar em eventos da ADJ, que nesse mês de novembro realizou ações de medição de glicemia e educação em diabetes em vários pontos de São Paulo.

Participei de duas ações: no Shopping West Plaza e no Ibirapuera. E fiquei um tanto surpresa ao ver a reação das pessoas diante da possibilidade de saber que tem uma doença crônica.

Quando se fala de câncer, as pessoas são conscientes de que quanto mais cedo se recebe o diagnóstico, melhor! Por que não tem essa sensibilidade quando o assunto é diabetes?

A diabetes em si é tratável e é possível ter uma vida normal com ela, anos de negligência podem piorar a doença e acelerar o aparecimento das complicações. Mesmo assim, as pessoas parecem preferir fechar os olhos.
"Na minha família tem, melhor nem saber!"
"Tenho medo de agulha, outro dia eu faço"
"Acabei de comer, deixa pra depois"

Todas essas frases só significam uma coisa pra mim: MEDO!


As pessoas tem medo de não poder comer tudo o que querem, do jeito que querem e na quantidade que querem HOJE! Mas aparentemente não tem medo de perder a visão, desenvolver problemas de circulação, verem parar o funcionamento de um rim ou ainda de morrer AMANHÃ.

DIABETES TEM TRATAMENTO!
E não é nenhum bicho de sete cabeças!

Acho que isso é o mais importante a dizer! Não dá pra ter medo de tratar uma doença agora e acabar tendo que tratar duas ou três daqui alguns anos. Negligenciar a diabetes é negligenciar a própria vida. É não se amar!

Faça o teste com frequência é bom para você mesmo!

Unknown

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário