[Descobri Diabetes] Maio de 2018

descobri, diabetes, notícias, informação


Descobri Diabetes é um compilado de notícias sobre diabetes veiculadas em sites "confiáveis". A ideia é que vendo este post você saiba o que andaram falando por aí!

Então bora lá!

Uol.com
Estudo aponta para maior risco de diabetes e câncer em trabalhadores noturnos
Um estudo publicado pela Universidade do Colorado em Boulder nesta terça-feira revelou que trabalhadores noturnos e alunos que estudam de madrugada correm um risco maior de sofrer de diabetes e câncer por conta das mudanças nos níveis de proteína no sangue.
Leia mais

Boa Forma
Jejum e dieta low carb têm relação com diabetes (para o bem e o mal)
No Brasil, o número de pessoas diagnosticadas com diabetes cresceu 61,8% nos últimos dez anos, segundo a pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), divulgada em 2017 pelo Ministério da Saúde. E não são somente os doces que podem influenciar no aparecimento (ou não) da doença, mas o que se coloca no prato e a dieta escolhida para perda de peso também.
Leia mais

Veja.com
Dieta baixa em carboidratos pode ajudar pessoas com diabetes tipo 1
De acordo com o IFLScience, a teoria que inspirou o estudo é considerada controversa já que muitos especialistas acreditam que o uso de uma dieta baixa em carboidratos para combater o diabetes tipo 1 poderia aumentar o risco de hipoglicemia (quedas drásticas nos níveis açúcar no sangue). Entretanto, a pesquisa apresentou taxas de hospitalização relacionadas à hipoglicemia de apenas 1%, valor abaixo do normal.
Leia mais

Bem Estar (TV Globo)
Diabetes insípidus pode ser falta do hormônio antidiurético
Quando falamos de diabetes, sempre vem à cabeça o tipo 1 e tipo 2. Mas existem outros tipos, como mostrou o Bem Estar do dia 2. Você já ouviu falar da diabetes insípidus? A doença dá muito sede! Esse tipo pode ser a falta do hormônio antidiurético ou a incapacidade de ação desse hormônio. Isso vai levar a um aumento da produção de urina pelo paciente.
Veja o programa

UOL
Cientistas brasileiros trocam insulina por células-tronco em tratamento contra diabetes
Cientistas da Universidade de São Paulo (USP) que desenvolveram uma terapia pioneira para tratar diabete tipo 1 sem insulina demonstraram agora que a técnica também impede sequelas graves da doença por um tempo ainda indeterminado. O método combina quimioterapia e o transplante de células-tronco e já era conhecido mundialmente por ter livrado grande parte dos pacientes das injeções por mais de dez anos - um feito sem precedentes.
Leia mais

Exame.com
Nova tecnologia promete revolucionar o tratamento do diabetes
A Universidade de San Diego, nos Estados Unidos, identificou que grande parte dos portadores de diabetes não faz um monitoramento correto e contínuo dos níveis de glicemia no sangue – especialmente devido à grande inconveniência de picar os dedos para efetuar a medição diversas vezes ao dia. No entanto, esse incômodo pode estar com os dias contados. Isso porque o departamento de Engenharia dessa mesma universidade criou um aparelho capaz de medir os níveis de glicemia sem nenhum tipo de picada. O aparelho funciona como uma espécie de “tatuagem temporária” aplicada na pele.
Leia mais

G1.com
Prefeitura de SP atrasa entrega de material para medição de glicemia, dizem pacientes com diabetes
Paulistanos que têm diabetes e dependem da Prefeitura para tratamento têm reclamado da falta de material para a medição da glicemia fornecidas nas unidades de saúde, essenciais para o controle da doença. Pacientes entrevistados pela reportagem denunciam também a imprecisão dos aparelhos fornecidos.
Veja a reportagem

Jornal da USP
Grupo de Diabetes do HC recruta voluntários para teste de remédios
O Grupo de Diabetes do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina (FM) da USP busca voluntários diabéticos com doenças vasculares como angina, infarto, acidente vascular cerebral, aneurisma e amputações para teste de duas novas medicações.
Leia mais

Galileu
Adoçantes podem estar estragando a sua dieta
Químicos como aspartame, sacarina e estévia fazem o cérebro querer "compensar a falta de prazer que obtêm dos alimentos aumentando o consumo", alerta pesquisadora.
Leia mais

Gostou? Mês que vem tem mais! Fica de olho!

E se viu algo que não vimos, coloca aqui nos comentário! Assim você nos ajuda a fazer um Descobri ainda mais completo!

Unknown

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário