10 coisas para não se dizer a uma pessoa com diabetes



não dizer, diabetes, cura, sintomas, cuidados

Há algum tempo eu li um texto ótimo da Jacquie Wojcik, no site ASweetLife. Nele ela listava as 10 piores coisas para se dizer a alguém com diabetes. Fiz uma versão abaixo baseada no que ela escreveu, porque acho que é como todo mundo sente.

10. "Você deve ter o pior tipo"


Quem nunca, usando um sensor ou uma bomba, não se deparou com uma cara de espanto e a frase acima? Vamos combinar, qualquer tipo de diabetes é assustador, dá medo, stress, é caro e consome tempo. Então não tem isso de melhor ou pior, ok? Mas é claro, que se souberem de um tipo mais fácil de lidar, dá um toque aqui que é esse que eu quero!

Tem um tipo bom de diabetes? Onde é que eu me inscrevo?
Tem um tipo bom de diabetes? Onde é que eu me inscrevo?

9. "Eu nunca conseguiria fazer isso comigo mesmo"


Olha, a pessoa pode até estar querendo nos elogiar, querendo fazer a gente se sentir especial porque lida com agulhas e uns poucos de sangue. E imagino que assistir a tudo de fora possa parecer no mínimo desconfortável, mas pensa comigo: ou a gente faz tudo isso ou morre! Então não é uma questão de conseguir, é uma questão de precisar.

8. "Mas você não é gorda"


Obrigada pela parte que me toca, fico lisonjeada, mas tem dois pontos super relevantes aqui.


  1. Diabetes nem sempre tem a ver com sobrepeso, há várias circunstâncias que podem levar uma pessoa a desenvolver essa condição como genética e meio ambiente. Além disso, as pessoas com diabetes são dos mais diferentes tipos, não dá pra generalizar.
  2. A Diabetes tipo 1 não tem tanto a ver com peso como o tipo 2. E mesmo assim, o peso de ninguém deveria ficar sendo observado por aí, não é mesmo?


7. "A bomba toma conta de tudo, certo?"


Eu usei bomba por um tempo, em um teste da Medtronic 640G, que já é dos modelos mais modernos e posso dizer com toda certeza, chego a achar que dá até mais trabalho... rs. Tudo bem que a bomba facilita em muitos aspectos, como facilidade para corrigir qualquer coisa que comemos, a possibilidade de ligá-la a um monitor contínuo que a suspenda, entre outras coisas. Mas ela não se dirige sozinha. Ainda há uma série de pessoas que cabe a nós fazer. Então calma lá, nada é tão simples.

6. "Você deve ter comido muito açúcar quando era criança"


😫 Sério? Alow, nem tudo se resume a comer ou não açúcar. É claro que comê-lo em quantidades demasiadas pode acarretar em aumento de peso que junto com uma série de outros fatores pode desencadear lá na frente em um quadro de diabetes. Mas a diabetes tipo 1 é uma doença autoimune! Não sabe o que é? Clica aqui e aprende!

5. "Se você se alimentar melhor e praticar atividade física, você ficará melhor"


É claro que para todo mundo, até aqueles que não tem diabetes, comer bem e se exercitar traz benefícios. E sim, há casos de pessoas, com diabetes tipo 2 (que fique BEM claro), que com a perda de peso e dietas com bem pouco carboidrato deixaram de tomar medicamentos. Mas vale lembrar que se eles mudarem isso e voltarem aos seus estilos de vida anteriores, há grandes chances de o grade diabético voltar a como era antes. No tipo 1, incluir essas duas coisas no dia a dia pode ajudar na absorção da insulina e na queima da glicose no sangue, o que pode diminuir glicemias e consequentemente dosagens de insulina. Então, é simples. Tudo pode sim melhorar, mas nunca fará a diabetes ir embora. Cura não existe mesmo, ok?

4. "Eu te trouxe uns doces sem açúcar pra você!"


E a pessoa ainda vem animada! Hahahahaha Já falei aqui no blog sobre como é importante saber ler rótulos e sobre contagem de carboidratos, então fica a dica, nem sempre o sem açúcar é zero carboidrato. E mais, por não por o açúcar convencional, as fábricas acabam colocando outros produtos que deixar o sabor adocicado e eles podem ter muita gordura. Ou seja, cuidado pra não acabar te dando uma dor de barriga!

3. "Estou com tanta fome que poderia morrer"


Confesso que já me peguei desejando que essa pessoa tenha uma hipoglicemia! Só pra entender melhor o que é achar realmente que poderia morrer. Mas eu gostei da ideia da Jacquie:

Sabemos que essa pessoa provavelmente não desmaiará de fome, mas sempre sinto vontade de exclamar: "Não é horrível? Você não se sente mal? E se isso acontecer com você várias vezes por semana - do nada? Em reuniões de negócios e enquanto você dorme! E se você tivesse que se conter de comer caixas inteiras de doce quando se sentisse assim?
Bora aterrorizar os desesperados? #éhorrívelnãoé rs

2. "Eu sei tudo sobre diabetes! Meu gato tem!"


Vale para cachorros também. Vamos combinar, eles são animais. Como a pessoa pode achar que a partir deste conhecimento ela conhece as diabetes dos humanos também? Como a partir de uma injeção por dia no pescoço e ração especial, ela acha que manja das variabilidades e complexidades de uma pessoa, ainda mais uma com diabetes!

1. "Vão encontrar a cura em cinco anos!"


Não, não estou sendo pessimista! E esse é só um exemplo. Quem nunca foi marcado no Facebook naquela cura descoberta no Canadá, em Harvard, na Universidade de Ribeirão, na Água de Quiabo, até um adesivo já inventaram. Um dia vão encontrar a cura, mas já parou pra pensar que às vezes se preocupam tanto em nos curarem e pouco em nos entenderem e ajudarem de verdade, sem besteirol! E nós também, às vezes ficando sofrendo por uma glicemia alta, lamentando por não ter cura, quando é só ir lá e tomar a insulina.


Eles vão ter a cura para a diabetes em cinco anos.... de tempos infinitos.
Eles vão ter a cura para a diabetes em cinco anos.... de tempos infinitos.

Se curtiu e conhece alguém que dá essas mancadas, manda pra ele com um #ficaadica. Compartilha no seu Face, vamos conscientizar. Porque né, a vida já não é fácil, desviando das antes fica mais difícil ainda! 


Luana Alves

Tenho mania de escrever e de ver sempre o lado bom das coisas. Com diabetes desde 2010, acredito que uma vida controlada e divertida é possível sim. Jornalista, creio que posso ajudar os outros a acreditar também. Que saber mais sobre mim? Clica aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário